RYANAIR ACOLHE COM SATISFAÇÃO DECISÃO JUDICIAL CONTRA O SKYSCANNER

16 Jan 2020

Lisboa, 16 de janeiro de 2019. Ryanair, a companhia aérea nº 1 da Europa, acolheu com satisfação a decisão do Tribunal de Hamburgo de aplicar decisões provisórias contra o site Skyscanner.de, pelas razões que se detalham de seguida:

  • Apresentar tarifas da Ryanair com margens ocultas, mostrando tarifas mais elevadas do que aquelas apresentadas em Ryanair.com;
  • Apresentar um custo total de voo sem revelar as taxas de serviço do Skyscanner;
  • Apresentar um preço de bagagem de porão superior ao valor aplicado pela Ryanair;
  • Por último, a decisão judicial proíbe o Skyscanner de fornecer e-mails de passageiros falsos à Ryanair.

A Ryanair tem estado envolvida em vários casos judiciais em toda a Europa contra sites de pesquisa de voos para evitar que os consumidores sejam enganados e sujeitos a taxas adicionais desnecessárias. Desta forma, a Ryanair garante que os clientes recebem informações corretas sobre os seus voos.

Muitos destas plataformas continuam a causar problemas aos clientes da Ryanair e/ou falha/recusa em fornecer informações essenciais sobre os voos, como alterações de voo, check-in online, assistência a necessidades especiais ou detalhes de contato. Esta situação afeta os clientes e a Ryanair, podendo provocar a perda de voos e problemas para os clientes.

Kenny Jacobs, da Ryanair, disse:

“Acolhemos com satisfação a decisão do Tribunal de Hamburgo, uma vez que ajudará a proteger os nossos clientes de taxas ocultas no site Skyscanner.de, garantindo que os nossos clientes têm acesso às tarifas mais baixas que só podem ser encontradas em Ryanair.com.

Estamos envolvidos em vários casos legais em toda a Europa para evitar que os nossos clientes sejam sujeitos a taxas adicionais desnecessárias, excessivas e não autorizadas, garantindo ainda que a Ryanair possui detalhes de contato apropriados e que os clientes recebem informações corretas sobre os seus voos.

Mais uma vez pedimos aos consumidores que evitem este tipo de plataformas como o Skyscanner e reservem as suas viagens diretamente no site da Ryanair, o único lugar onde encontrarão as tarifas mais baixas da Ryanair e preços totalmente transparentes em relação a serviços adicionais como bagagem”.

Nota do editor: O Skyscanner poderá contestar a decisão judicial.