Ryanair Apela Aos Governos Para Adotarem O Sistema Traffic Light Da UE Em Todos Os Países

09 Oct 2020

Lisboa, 9 de outubro de 2020. A Ryanair, a companhia aérea número 1 da Europa, apela aos governos para adotarem o sistema Traffic Light da UE, na sequência da reunião do Conselho da UE que terá lugar em Bruxelas no próximo dia 13 de outubro. No âmbito deste sistema comum, o Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC) confirmou que é seguro viajar para 15 países da UE sem quaisquer restrições de viagem.

As indústrias da aviação e turismo da Europa não podem sofrer qualquer atraso na adoção deste novo sistema, uma vez que estão em risco milhões de postos de trabalho na Europa num inverno extremamente difícil. Este quadro comum da UE ajudará a recuperar a confiança nas viagens aéreas e a colocar fim às diferentes políticas nacionais em toda a Europa que têm prejudicado a procura por parte dos consumidores.

O sistema comum da UE permite viagens seguras de/para 15 países considerados como “verdes” e “âmbar” sem restrições. De maneira oposta, poderão existir restrições (por exemplo, testes antes da partida/na chegada) para os 15 países da lista “vermelha”. O novo sistema recomenda também que os estados-membros apliquem uma abordagem regional sempre que possível para garantir que as regiões ou ilhas com baixos níveis de Covid não sejam penalizadas.

Os peritos de Saúde, incluindo a Organização Mundial de Saúde e o ECDC, confirmam que as quarentenas não funcionam, e as viagens aéreas representam um risco mínimo para a propagação do vírus. De facto, a Ryanair transportou mais de 16,5 milhões de passageiros no verão com zero transmissões em voo. A adoção do sistema Traffic Light da UE permitirá às famílias reunirem-se de novo e às empresas prosperarem, à medida que o mundo se recupera da crise da Covid-19.

 

O CEO da Ryanair, Eddie Wilson, afirmou:

“Instamos todos os governos da UE a adotarem o sistema Traffic Light. As indústrias europeias da aviação e do turismo não podem permitir-se mais perdas de postos de trabalho, e até que uma vacina esteja disponível, temos de aprender a viver com o vírus.

A adoção desta abordagem regional coordenada ajudará a restaurar a confiança dos consumidores antes dos difíceis meses de inverno e permitirá às companhias aéreas planear o verão 2021, tendo em consideração que milhões de empregos dependem da recuperação do sector da aviação e do turismo.

Como confirmado pela OMS, a aviação não é responsável pelo aumento das taxas da Covid na UE e as quarentenas simplesmente não funcionam. Os governos da UE devem agir rapidamente e implementar o sistema Traffic Light da UE imediatamente após a reunião do Conselho da próxima semana e dar às economias turísticas da Europa o apoio que tanto precisam”.