Ryanair Ainda Mais Verde Com A Nova Calculadora De Pegada De Carbono

28 Jul 2021
  • Os clientes podem agora compensar na totalidade as emissões de CO2 dos seus voos

Lisboa, 28 de julho 2021. A Ryanair, a companhia aérea mais verde da Europa, anunciou hoje o lançamento da sua calculadora de pegada de carbono, uma nova ferramenta digital que permitirá aos clientes compensar na totalidade as emissões de carbono dos seus voos. Esta nova funcionalidade calculará as emissões de carbono por passageiro em cada rota da Ryanair e permitirá aos clientes pagar o custo total de emissões de carbono do seu voo.

Com esta nova iniciativa, a Ryanair tem o prazer de ampliar o seu programa de compensação de carbono, que atualmente permite aos clientes contribuir com 2 euros para apoiar iniciativas como o Renature Monchique, um projeto de reflorestação no Algarve; a distribuição de fornos de cozinha eficientes em termos energéticos no Uganda através da organização First Climate; um projeto da Central Eólica da Balikesir na Turquia e refeitórios sociais no Malawi com CO2 Balance (estes dois últimos em parceria com a Shell).

Desde o início do programa voluntário de compensação da pegada de carbono da Ryanair, os clientes já contribuíram com mais de 3,5 milhões de euros para projetos ambientais e a Ryanair acredita que esta nova iniciativa será muito bem recebida pelos seus clientes em toda a Europa. A Ryanair tem as emissões de carbono mais baixas por passageiro/km em comparação com qualquer grande companhia aérea da Europa (66g) e, ao mudar para a Ryanair, os passageiros podem agora reduzir ainda mais a sua pegada ecológica.

A Ryanair acredita que a aviação deve desempenhar um papel de destaque no combate às alterações climáticas, pelo que trabalha incansavelmente para atenuar o impacto ambiental do seu negócio. Até 2030, a Ryanair espera operar 12,5% dos seus voos com combustíveis de aviação sustentáveis, que juntamente com o investimento de 22 mil milhões de dólares em novos aviões Boeing 737 8-200 “Gamechanger”, permitirão reduzir significativamente as suas emissões de carbono e ruído durante a próxima década, contribuindo para que a Ryanair atinja o seu objetivo de ser uma companhia aérea neutra em emissões de carbono até 2050.

 

O Director de Sustentabilidade da Ryanair, Thomas Fowler, afirmou:

“Todos os anos, centenas de milhares de clientes da Ryanair optam por apoiar o ambiente, selecionando a contribuição de compensação de carbono no processo de reserva. A ampliação do nosso programa de Compensação de Carbono permitirá aos nossos clientes compensar na totalidade as emissões de carbono dos seus voos, apoiando ainda mais os nossos parceiros ambientais que trabalham ativamente em programas de compensação de carbono.

A sustentabilidade e o impacto ambiental são tidos em consideração em todas as decisões empresariais tomadas na Ryanair e estamos empenhados em ser uma companhia aérea neutra em emissões de carbono até 2050. A Ryanair tem a frota mais jovem da indústria. Adicionalmente, os novos aviões Boeing 737-8200 “Gamechanger” são mais eficientes em consumo de combustível (16% menos combustível por lugar) e permitirão reduzir as emissões sonoras em 40%. A Ryanair estabeleceu um objetivo de operar 12,5% de todos os seus voos com combustíveis de aviação sustentáveis até 2030, tendo recentemente anunciado uma parceria com o Trinity College de Dublin no sentido de desenvolver uma investigação de vanguarda nesta matéria. A Ryanair apenas opera rotas directas e tem os factores de ocupação líderes na indústria, além disso, estamos muito satisfeitos por já termos removido mais de 80% dos plásticos não recicláveis dos nossos voos.

A Ryanair está empenhada em ser uma companhia aérea neutra em emissões de carbono até 2050 e a ampliação do nosso programa de compensação de emissões de carbono guiará ainda mais o nosso caminho para atingir esse objetivo, ao mesmo tempo que ajudará os nossos parceiros ambientais a promover os seus programas de redução de emissões de carbono”.