Acumulaçao De Slots Pela TAP Bloqueia O Crescimento De Lisboa E Força A Perda De 700 Voos Em Lisboa Neste Inverno

15 Oct 2021

A Ryanair, a maior e mais ecológica companhia aérea da Europa, confirmou hoje (15 Out) que foi forçada a cancelar neste inverno cerca de 700 voos e três rotas de Lisboa (para Tours, Oujda e Bari), devido à acumulação contínua de slots de descolagem e aterragem da TAP (que A TAP não utiliza) no Aeroporto da Portela em Lisboa. Este “bloqueio de slots” anti competitivo, impediu a Ryanair de obter slots suficientes (apesar da assistência do coordenador de slots e do operador do aeroporto) para o crescimento de novas rotas planeadas. A reducao de 20% da frota no plano da TAP significa que esta simplesmente não irá usar todos os slots que possui.

Este cancelamento de voos irá prejudicar a conectividade de Lisboa e a recuperação pós-Covid. O Governo Português e a Comissão Europeia deverão agora intervir para acabar com o anti competitivo “bloqueio de slots” da TAP, libertar esta capacidade NÃO UTILIZADA no Aeroporto da Portela e abrir o Aeroporto do Montijo, permitindo assim o crescimento das companhias aéreas. É essencial que a infraestrutura nacional crítica de Portugal seja usada para apoiar a economia local e não exceder a proteção de uma companhia aérea zombie ineficiente, com a qual o Governo Português já gastou 3 bilhões de euros do dinheiro dos seus contribuintes.

A Ryanair irá manter todas as sete aeronaves (um investimento de $ 700 milhões) e tripulação em Lisboa neste inverno, de forma a garantir que está pronta a restabelecer todos os voos se forem libertados slots suficientes.

Ryanair’s Group CEO, Michael O’Leary, disse:

Lamentamos profundamente essas interrupções desnecessárias para os passageiros desses voos e rotas cancelados, causados pelo bloqueio da TAP de slots que não está a ser usado. Este bloqueio anti competitivo de slots impede o crescimento das companhias aéreas e a recuperação do tráfego, do turismo e do emprego no Aeroporto da Portela em Lisboa, em detrimento dos consumidores portugueses.

A Ryanair continua empenhada em trabalhar com o nossos parceiros no aeroporto de Lisboa, para apoiar a recuperação do turismo em Portugal e reconstruir a conectividade após a pandemia de Covid. Apelamos agora ao Governo Português e à Comissão Europeia para que intervenham no sentido de libertar estes slots não utilizados no Aeroporto da Portela e na abertura urgente do Aeroporto do Montijo em Lisboa.